Twitter
LinkedIn
YouTube
RSS
Facebook

A Culpa Ou A Responsabilidade – Como A enfrentar?

a culpaBuscar um culpado ou atirar com a culpa para alguém é reação típica quando algo não corre como deveria.

 

Às vezes este culpado é uma pessoa (“minha mãe nunca apoiou as minhas ideias”), às vezes é uma situação (“com todo o stress que tenho é impossível”), às vezes é a própria vida (“nos tempos em que vivemos…”).

 

Jogar a culpa contra alguém, ou algo, é um grande alívio, porque o isenta de qualquer responsabilidade. A culpa é do outro, você não pode fazer nada. “Que Oportuno”.
E ainda que a culpa seja sua, tampouco não poderá fazer nada.

A culpa é algo que exige arrependimento e quiçá penitência, com a esperança de que um dia lhe seja concedido o perdão.

Entretanto, o sentimento de culpa o mantem ancorado ao passado enchendo o presente de dúvidas e emoções negativas. Leia Mais…

Viver Com A Pratica De Ser Conscientemente

viver conscientementeViver de maneira consciente significa tentar ser consciente de tudo o que tem que ver com as nossas ações, propósitos, valores e metas ao máximo das nossas capacidades, sejam elas quais forem.

E nos comportar-mos de acordo com o que conhecemos.

O preço de não viver conscientemente, é uma diminuição importante em nossa eficácia pessoal e do respeito sobre si mesmo.

A auto estima é a reputação que chegamos a ter para com nós mesmos.

A pratica de viver conscientemente tem que ver muitissimo com o primeiro hábito das pessoas altamente eficazes:

Ser proativo: recordemos que as pessoas proativas desenvolvem e usam quatro dons únicos, dois dos quais são a auto consciência e a consciência, deste modo, ao viver conscientemente estamos também ajudando a desenvolver nossa proatividade.

O viver de maneira consciente é viver sendo responsável perante a realidade, quer gostemos ou não do que vemos, o importante é reconheçer que: o que existe, existe e o que não existe, não existe. Leia Mais…

Amigo, Qual O Verdadeiro Significado Da Palavra Amigo?


amigoO “Filósofo” Sócrates construia uma pequena casa, nas imediações de Atenas, quando algumas pessoas lhe perguntaram para que serviria essa minúscula habitação. 
Ele Respondeu que era para receber um amigo ou amigos.

Admirados, replicaram que ali não ia caber quase ninguém, então, com a sua tradicional e fina ironia, Sócrates respondeu:
Quem me dera eu a poder encher!

Os amigos são assim:

Os poderá contar com os dedos de uma mão e sempre irão sobrar dedos. Por isso talvez você não tenha muitos, mas, os que tem sempre serão suficientes para preencher sua alma.

Um amigo é como a pérola evangélica: quando você a encontra, vai e vende tudo com o intento de a possuir. Um amigo não é um irmão de sangue, mas sim do coração.

Por isso um irmão pode ser teu amigo mas, um amigo sempre será teu irmão.

Um amigo sempre estará aí, mesmo quando não for necessário.
Você precisa de um amigo porque o quer, não o quer porque o necessita.

Com os seus conhecidos, você fala, com os seus amigos se comunica.
Um conhecido o/a ouve, um amigo o/a escuta e o mais importante é que não o/a escuta com os seus ouvidos, mas sim com o seu coração. Leia Mais…

Machado Afiado Pela Ultima Vez? Quando Afiou O Seu Machado?

REFLEXÃO: QUANDO AFIASTE O TEU MACHADO PELA ÚLTIMA VEZ?

Era uma vez um lenhador que se levantou e pegou no seu machado para ir trabalhar numa empresa madeireira. O salário era muito bom e as condições de trabalho eram ainda melhores, então o lenhador se preparou para fazer um bom papel.

machado afiadoNo primeiro dia foi apresentado ao capataz, que lhe deu um machado e lhe atribuiu uma determinada área da floresta para cortar.

O homem, animado, saiu para a floresta para cortar árvores. Num único dia conseguiu cortar dezoito árvores!…

Parabéns! disse o capataz, continua assim. Animado pelas palavras do capataz, o lenhador decidiu melhorar seu próprio desempenho durante o dia seguinte.

Então, naquela noite ele foi para a cama muito cedo e na manhã seguinte, ele levantou-se primeiro que todos os outros colegas e foi para a floresta.

Apesar de todos os seus esforços, não conseguiu cortar mais do que quinze árvores.

(Eu deveria estar cansado) – “pensou ele” e decidiu ir para a sua cama ao pôr do sol.

Ao amanhecer, levantou-se decidido a bater a sua marca pessoal de dezoito árvores. No entanto, nesse dia não conseguiu cortar nem a metade.

No dia seguinte foram apenas sete, depois cinco, e no último dia levou a tarde toda tentando o abate da sua segunda árvore.

Inquieto pelo que diria o capataz, o lenhador foi falar com ele sobre o que estava acontecendo e jurou “sob perjúrio” que se estava esforçando para além dos seus próprios limites máximos.

Então o capataz perguntou-lhe: ‘quando foi que afiaste pela última vez o teu machado?.

Para Ler Mais Clique Aqui

Informatica – Tecnologia Automóvel – Curiosa Analogia

informaticaAconteceu durante uma feira de de tecnologia, informatica e computadores a que Bill Gates assistiu para dar uma conferência sobre a sua companhia.

 

Com o objectivo de ser tão gráfico quanto possível durante o seu discurso, Bill Gates quis impressionar todos os assistentes fazendo uma comparação entre as realizações da Microsoft e as da industria do automóvel. E não lhe ocorreu outra coisa que pronunciar o seguinte:

 “Se a General Motors se tivesse desenvolvido tecnológicamente como a industria da informatica nos últmos anos, agora deveríamos poder conduzir automóveis a uma velocidad máxima de 160.000 Km/h, pesariam menos de 14 kilogramas e poderiam percorrer uma distancia de 1000 kilómetros apenas com um litro de gasolina. Além do mais, o seu preço seria de uns 25 dólares.”

 

Grave erro! fazer semelhante comparação em público, deve ter pensado Bill Gates, quando dias mais tarde viu como a General Motors lhe gmrespondia publicando na imprensa o seguinte declaração escrita por Mr.Welch (para quiem não saiba, é o Presidente da compañía G.M.).

 

 “Pode ser que Mr. Gates tenha razão, mas se a industria automóvel tivesse seguido a evolução da informatica e a General Motors se tivesse desenvolvido tecnológicamente como a Microsoft, hoje teriamos automóveis com as seguintes características: Para Leitura Completa Clique Aqui

Assertividade E Conflitos: Como Gerir

A assertividade: 8 passos para a gestão de conflitos.

Assertividade

A assertividade é a habilidade social que nos permite expressar os nossos sentimentos, nossas opiniões e defender nossos direitos respeitando os alheios.

Assertividade para superar conflitos 

Nós temos interesses e distintas formas de ver o mundo, pelo que, o conflito está na ordem do dia, em tais circunstâncias, a assertividade se mostra como a habilidade “chave” para gerir e prevenir conflitos.

 

Numa situação de conflito existem três tipos de reações:

Alguns optam por uma comunicação passiva, deixando-se levar por outros, evitando o conflito.

Outros se tornam agressivos, mostrando posturas egoístas e autoritárias que ganham a rejeição dos demais.

Por último estão as pessoas assertivas que estão seguras de quem são e do seu valor, respeitando as opiniões dos outros, mas não se deixam levar por eles, que expressam seus gostos e interesses de forma espontânea.

Que não temem dizer “não” quando necessário, que reclamam seus direitos, entendem que têm o direito de cometer erros, aceitar elogios, discordando abertamente, a serem diferentes e tratar os outros com cortesia e respeito.

nossas opiniões e sentimentos. A forma de interagir com os outros pode tornar-se uma fonte considerável de estresse na vida. Assertividade é uma destreza adquirida ou aprendida, não um traço da personalidade, portanto o treinamentos assertivo permite reduzir esse estresse e nos faz sentir mais satisfeito, porque mediante esta forma de comunicação efetiva nos permite expressar.

É importante saber o que queremos e em que coisas não podemos ceder e em quais poderíamos negociar, já que desta maneira é mais difícil que outros nos manipulem ou pressionem.

A autoestima forte e saudável fomenta a assertividade e por sua vez, em cada ocasião em que se pratica a assertividade se aumenta mais a autoestima.

 

As chaves da assertividade

Para Leitura Completa, Clique aqui por favor

Ovelha Negra E O Seu Efeito No Grupo Social

A sanção do grupo Social ou Familiar Para com a Ovelha Negra

Toda a família tem uma ovelha negra. É aquela pessoa que não seguiu a tradição da família, que não partilha os mesmos gostos e interesses e, sobretudo, que se atreve a defender a sua identidade. Sobre essa pessoa, muita vez os outros projetam as suas culpas e a convertem no “bode expiatório”.

Grupo Social Ou Familiar

Obviamente, ser a ovelha negra não é um sentimento agradável, especialmente porque este termo tem um sentido bastante negativo. No momento em que decidimos que o que define e satisfaz aos outros, não nos define nem nos satisfaz a nós mesmos, começam a olhar-nos com preocupação, porque temos atravessado uma fronteira que não se podia transpor.

 

Efeito Ovelha Negra:
Porque é que aqueles que você mais ama são os seus maiores críticos?.

Para compreender o porquê da família e os grupos mais intimos criam uma ovelha negra, é necessário aprofundar a teoria da identidade social proposta por Henri Tajfel, psicólogo social de origem polaca.
Esta teoria nos dá algumas pistas importantes para a compreensão do fenómeno da discriminação dentro do grupo. Na verdade, devemos entender que por mais diferentes que sejam, todos os grupos e seus membros têm alguns pontos em comum: Para leitura Completa Clique Aqui…


Copyright © 2011 - Todos Os Direitos Reservados - Victor Pinto